• Dr. Crypto

Argentina em crise: Bitcoin no lugar do peso argentino?



A Argentina enfrenta uma crise financeira em plena valorização do Bitcoin.


No início de novembro, o El País fez uma triste publicação sobre a situação no país. Nela, é dito que os hermanos olham sem esperanças para o futuro.


A falta de esperança é justificada. O índice de pobreza no país saltou mais de 5% e à época assolava 40,9% da população argentina.


Ademais, o peso argentino desvalorizou 35,3% perante o dólar estadunidense.


É difícil não lembrar do conselho do bilionário Tim Draper dado a Mauricio Macri em 2019: declarar o Bitcoin como moeda argentina.


Peso argentino derrete


A diferença do peso argentino para real não é grande. Em termos de desvalorização perante o dólar, é possível ver no gráfico abaixo como o real se porta:


Real tem queda de 26,1% em relação ao dólar. Fonte: TradingView



Inclusive, a moeda brasileira chegou a ter um desempenho pior do que a moeda argentina.


Contudo, com o passar dos meses, o peso derreteu ao passo que o real exibiu uma pequena recuperação.


Ao todo, o peso argentino hoje exibe um declínio de 35,3% em relação ao dólar. No câmbio, o equivalente a US$ 1 na moeda argentina é cerca de 83 pesos argentinos:


Peso tem queda de 35,3% em relação ao dólar. Fonte: TradingView



É clichê dizer, mas o Bitcoin exibe um bom caso de uso em ambos os países.


Crises econômicas, moedas em queda livre e sem esperanças de melhora no curto prazo. Embora a situação do Brasil esteja ligeiramente melhor, a Argentina fica na próxima esquina.


Em uma visita à Argentina em março de 2019, Tim Draper falou com o então presidente Mauricio Macri:

“Reconhecer e legalizar o Bitcoin é uma das saídas para que a Argentina consiga superar sua crise econômica e melhorar a situação do país.”

Draper até mesmo brincou, fazendo uma aposta entre a valorização do peso e o BTC.

Caso o BTC valorizasse mais do que o peso em um ano, a criptomoeda deveria ser adotada como moeda nacional.


É seguro dizer que o peso não teve, nem de perto, um desempenho melhor que o do Bitcoin.


Restrição de dólares para pesos argentinos


É importante ressaltar outro fator vivenciado na Argentina.


Há um limite para compra de dólares no país que, em outubro de 2019, era de US$ 200 mensais.


Em setembro deste ano, o presidente Alberto Fernandez afirmou que pretende manter o limite.


Ainda, estendeu o limite para compras em cartões de crédito e débito — ferramentas utilizadas pela população para evadir o limite.


Desta forma, mais do que nunca, o BTC se apresenta como medida para circundar as regras impostas pelo governo argentino.


Fonte: criptofácil

0 visualização0 comentário
DOAÇÕES 
BTC: 3HhYh6wwq4SCTu956pt4xLK5J68vCCCbcu
ETH: 0xc154ff56bd8a079baad7bf02eec88c7ffc14abef
LTC: MH97DWVakHvASRNMXgZ3NYcXZpxrmxgx3k
ATM$: ATM-3CEK-S6KE-4JCE-6HFMY
  • Facebook Round
  • Twitter Round
  • Google+ - Black Circle

© WIKICRYPTOMARKET 2018

CNPJ: 08.568.124/0001-80