Empreenda no mercado P2P desde sua casa e lucre muito com essa oportunidade.





Modelo de Negócio P2P (ou C2C) O modelo de negócio P2P (Peer-to-Peer) funciona permitindo que os indivíduos se conectem diretamente entre si e troquem produtos e serviços. P2P significa de pessoa para pessoa e não envolve relação entre empresas, portanto também pode ser chamado de modelo C2C.


As plataformas oferecem um sistema de mercado (Market Place) que pode ser um sistema automático (baseado em algoritmo) ou um sistema de busca manual (diretório) no qual os clientes podem encontrar, contratar e comprar o que estão procurando, através de um Token gerado pela própria plataformas ou em alguns casos com sistemas de pagamentos tradicionais, ou a combinação de ambos.


O movimento peer-to-peer permitiu a milhões de usuários da Internet se conectassem “diretamente”, formando comunidades colaborativas para se tornarem mecanismos de busca criados por usuários, em supercomputadores virtuais ou físicos.


O modelo original do P2P ou C2C originou um grande número de modelos de negócios como plataformas, Marketplaces, Crowdsourcing, CrowdCommerce, Exchange e outras.


Uma rede P2P embora seja projetada em torno do conceito de nós pares iguais, que funcionam simultaneamente como “clientes” e “servidores” e vice versa, para os outros nós da rede, no mundo dos negócios, o vendedor e os clientes são grupos diferentes e não precisam necessariamente operar simultaneamente em pares.


O conceito P2P é uma conexão direta entre usuários, sem haver intermediários. A conexão entre pessoas sempre será intermediada por alguma tecnologia.


O modelo P2P se apresenta de diferentes formas e modelos, mas sua principal característica é permitir conectar muitos a muitos usuários em uma rede mapeada e permitir que o usuário tenha um papel de extrema importância no sucesso do negócio, ele e o ponto central, e pode assumir ao mesmo momento o papel de cliente ou fornecedor de um recurso - plataforma.


Um bom exemplo são algumas empresas consolidadas que estão tirando vantagens desse recursoMercado LivreAirbnb, Catarse e outras, oferecendo:

  • Arquitetura simplificada da rede

  • Escalabilidade global

  • Otimização de interações locais entre nodos vizinhos

  • Disponibilidade de produtos

  • Segurança dos dados

  • Dinamismo e flexibilidade

  • Experiencia do usuario facilitada, rápida e segura.

Um dos pioneiros, Napster junto com o surgimento do MP3, abalaram a estrutura de mercados estabelecidos como da indústria fonográfica, de forma disruptiva e irreversível.


Mas outros mercados também estão sentindo o poder das redes P2P nos negócios extrapolando inclusive o formato original de arquivos virtuais, seja temos aplicações P2P para criação de produtos, financiamento de projetos, solução de problemas, micro credito, micro financiamentos, empréstimos mútuos, locação de ativos, leasing de veículos, hospedagem compartilhada, cripto ativos e investimentos digitais, mas as aplicações não param de surgir e criando assim novas disrupções em setores com alto nível de intermediação, como seguros, finanças, produtos e serviços em geral,


O modelo de negócios Blockchain orientado a P2P ou C2C


A descentralização e a desintermediaçāo é a chave para o sucesso de negócio P2P, o que significa dizer que não há necessidade alguma de uma autoridade centralizada validar qualquer transação.

Os dApps (aplicativos produzido a partir da blockchain), como um exemplo, oferece mercado diretamente aos usuários P2P eliminando a necessidade de uma autoridade central ou intermediário de confiança, eliminando toda a cadeia de mediadores.


Na implementação dos dApps não há funcionários, acionistas ou gestores centralizadores, não é de propriedade de ninguém, o que torna o modelo de negócios uma perspectiva participativa e lucrativa para os usuários.

Ao aprofundarmos mais, podemos por analogia entender que os usuários são os próprios utilizadores proprietários da solução, obtendo um impacto revelante nesse modelo da blockchain.


Como negócios baseado em blockchain pode rentabilizar ou monetizar o usuário? Uma maneira de monetização básica esta contida em seu usar Coin ou token para obter oferta, demanda e gerar valorização e utilização desse ativo digital, onde qualquer um que ajude minerar e ajudar a tecnologia do blockchain a chegar ao consenso é recompensado com o token que possui valor, e isso depende da usabilidade, finalidade e adoção pela comunidade envolvida no ecossistema de determinado projeto ou negocio P2P.


O que acontece quando uma determinada organização ou empresa que começou o negócio ganhar escalabilidade e lucratividade? Em geral os idealizadores ou criadores reservam de 5 a 15 % dos Coins ou Tokens, esse e o padrão aceitável no mercado, para em um determinado momento no mercado eles também lucrarem com o êxito do projeto, o que significa comprometimento dos desenvolvedores do projeto com o êxito do mesmo, estando nessa faixa estaria dentro do aceitável no mercado de Ativos Digitais Dencentralizados que denominamos P2P


Geralmente, o valor de um Coin ou Token, é definido pelos seus desenvolvedores, e ai pode estar um grande problema que leva ao insucesso de um projeto, você Super Estimar o valor de um Ativo Digital sem avaliar mercado, inovação, aderência, comunidade e a sua efetiva adoção, por isso recomendamos que seja atribuído o valor inicial em concordância com a comunidade que esteja apoiando o projeto. Criar um projeto sem haver uma comunidade pre-existente, sem que solucione um problema ou facilite um processo importante para o setor, e sem existir um bom player para apoiar o projeto, geralmente a ausência dessas condições básicas, transforma o projeto em uma sucata digital, sem valor, sem mercado, sem volume e cria uma grande frustração.


Outra possibilidade de alavancar a Coin ou Token, seria o ICO (Oferta Inicial de Moeda) conhecido como Utility ou Utilitário ou STO (Oferta Inicial de Moeda com Garantia) conhecido como Security ou Garantido. Igualmente se nāo bem dimensionado o valor inicial de lançamento especialmente na modalidade de ICO, que particularmente nāo recomendamos por questões de riscos de captação antecipada de recursos de terceiros de boa fé, podendo ocasionar prejuízos e em alguns casos ocasionar fraudes contra a economia popular, entendemos no entanto, que o mercado ja dispõe de soluções White label (marca branca) de pronta implementação que dispensa essa forma de captação coletiva e geralmente nāo autorizada pelos reguladores ou pelo Estado. A segunda STO que e conhecida no mercado como Security, essa no entanto, depende de autorização prévia de órgão regulador, geralmente afeta a Câmara de Valores Mobiliários ou a sua dispensa se nāo considerada valor mobiliário, mas igualmente o Coin ou Token estaria lastreado com Ativos Reais.


O processo de Crypto Crowdfunding permite aos apoiadores de um determinado projeto / solução investir antecipadamente em um negócio / plataforma, dando-lhes uma maior acertividade de obter lucros com a participação reservada aos fundadores / desenvolvedores do projeto / solução, importante e recomendável esse modelo de Financiamento Coletivo porque gera recursos para desenvolver as ferramentas e soluções de Back e Front end, ou seja retaguarda e experiencia do usuário, e ainda proporciona um fundo de liquidez indispensável para o melhor posicionamento de um projeto no mercado, seja setorial, regional, nacional ou global.

18 visualizações
DOAÇÕES 
BTC: 3HhYh6wwq4SCTu956pt4xLK5J68vCCCbcu
ETH: 0xc154ff56bd8a079baad7bf02eec88c7ffc14abef
LTC: MH97DWVakHvASRNMXgZ3NYcXZpxrmxgx3k
ATM$: ATM-3CEK-S6KE-4JCE-6HFMY
  • Facebook Round
  • Twitter Round
  • Google+ - Black Circle

© WIKICRYPTOMARKET 2018

CNPJ: 08.568.124/0001-80