ENTENDA COMO FUNCIONA OS SISTEMAS DE MINERACAO DE CRIPTOMOEDAS?






A maioria das criptomoedas, tem um processo de criação e registro de novas unidades de moedas criptográficas, que chamamos de mineração. Neste processo é criado um novo bloco de transações e adicionado ao final do Blockchain, onde todo o histórico está registrado.


A questão aqui é o algoritmo de consenso (Consenso Distribuído), que se refere ao problema dos sistemas decentralizados de como chegar a um resultado único que será aceito por todos.


Há moedas que utilizam o sistema denominado PoW (Proof of Work ou Prova de trabalho), outras utilizam o sistema denominado PoS (Proof of Stake ou Prova de Participação) e outras utilizam o sistema denominado PoC (Proof of Capacity ou Prova de Capacidade), algumas procuram utilizar uma combinação delas.



PoW (Proof of Work - Prova de trabalho)


A forma de mineração mais conhecida é o PoW, pioneira e ainda utilizada na mineração do Bitcoin. O processo envolve decodificar o Hash Criptografado (no caso do Bitcoin é usado o algoritmo SHA-256) do último bloco do Blockchain, adicionar novas transações e resolver uma nova função criptografada. Resolver a função seria o trabalho do minerador e consequentemente do verificador, daí o nome PoW, Prova de Trabalho.

É fácil verificar se o resultado da função é correto, porém muito difícil, quase impossível de resolver, portanto resta chutar até acertar. Assim, inicialmente eram usados a força computacional do CPU (Central Processing Unit) para as tentativas, e mais tarde foram usadas GPU (Graphic Processing Unit). Hoje em dia se usam equipamentos mais sofisticados chamados ASIC (Application-specific Integrated Circuit) desenvolvidos especificamente para este fim, super sofisticados e muito caros.

Quem resolver primeiro a decodificação será o criador do próximo bloco e receberá uma recompensa além das taxas inclusas nas transações processadas no mesmo. Assim que um bloco for resolvido e aceito pela rede descentralizada começa a corrida pelo próximo bloco.

O PoW é muito criticado devido ao alto consumo de energia. Mas devido a dificuldade deste processo, é sem dúvida alguma a Blockchain mais segura.


Exemplos de moedas que usam o PoW, são: BTC, LTC, ETC,


ETH* (ETH está previsto de mudar de PoW para PoS) ja da para imaginar a verdadeira razão dessa decisão. (Custo x Performance x Resultado principalmente pelas características da ETH como Smart Contract e Gerador de Tokens).

PoS (Proof of Stake - Prova de Participação)


A forma de mineração PoS usa um sorteio aleatório para decidir quem será o criador do próximo bloco. Nesse modelo o potencial criador já deve contar com ativos na moeda específica e quem tiver mais moedas tem mais chances de ser o criador/sorteado. É necessário alocar uma quantidade de moedas para este processo e caso tente comprometer ou alterar o bloco perderá suas moedas. Isto em teoria garante a integridade dos participantes.

No PoS este processo é chamado de bloco forjado e não minado como no caso de PoW.

Há diferentes moedas que usam este algoritmo de consenso e diversas formas de PoS também. Em algumas o rateio de novas moedas é feito de forma proporcional as moedas existentes, em outras todas as moedas foram pré-mineradas, assim cada bloco novo não dá recompensa, o criador apenas recebe as taxas das transações processadas naquele bloco.

Comparado ao PoW o PoS é muito mais eficiente em termos de consumo de energia, uma vez que não exige força computacional para a resolução do algoritmo.

Exemplos de moedas que usam o PoS, são: NXT, BLK, PIVX e muitas outras.


PoC (Proof of Capacity - Prova de Capacidade)


Por fim existe a forma de mineração PoC, muito menos conhecida e utilizada, neste caso é usado espaço no HDD do minerador como prova de capacidade. É semelhante ao PoS por ser um sorteio, porém nesse caso quanto mais espaço no HD disponível maior a chance de ser o criador do próximo bloco. Como usa muito pouca energia é considerado a opção mais verde comprada com as demais e deve atrair cada vez mais projetos descentralizados e com mercados de nicho.

Um exemplo de moeda que usa o PoC é a BURST, ATMCASH, BITCOIN HD, IMPERIUM CASH e outras.


A ATMCoin - ATMC lançada em 2017, também estuda para nos próximos meses mudar sua tecnologia de Private Blockchain para uma nova Blockchain, utilizando o sistema de PoC e/ou QORA.


A ATM Global Group esta participando de outros novos 4 projetos que utilizam sua blockchain e igualmente o sistema de mineração PoC.



39 visualizações
DOAÇÕES 
BTC: 3HhYh6wwq4SCTu956pt4xLK5J68vCCCbcu
ETH: 0xc154ff56bd8a079baad7bf02eec88c7ffc14abef
LTC: MH97DWVakHvASRNMXgZ3NYcXZpxrmxgx3k
ATM$: ATM-3CEK-S6KE-4JCE-6HFMY
  • Facebook Round
  • Twitter Round
  • Google+ - Black Circle

© WIKICRYPTOMARKET 2018

CNPJ: 08.568.124/0001-80