• Dr. Crypto

Novo estudo da FGV com mini-dólar e mini-índice mostra perdas de 54% de day traders experientes



Estudo leva em consideração investidores que operaram constantemente entre 2012 e 2017.


Mais da metade dos day traders experientes perde dinheiro na Bolsa de Valores brasileira e somente 7% ganha acima de R$ 10 mil por mês. É o que os professores da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Fernando Chague e Bruno Giovannetti, mostram em uma nova pesquisa publicada sobre o tema.


No novo levantamento, Chague e Giovannetti levaram em consideração apenas investidores experientes, que fizeram operações diárias nos mercados de ações, mini-índice e mini-dólar entre 2012 e 2017, em pelo menos 90% dos 72 meses desses seis anos. As informações foram coletadas em um banco de dados da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

No total, 1.218 investidores se enquadraram no recorte. Destes, 652 (54%) perderam dinheiro ao fazer investimentos. Entre os que conseguiram ganhar algo, 62 (5%) conseguiram lucro bruto mensal médio acima de R$ 10 mil e apenas 28 (2%) mais do que R$ 20 mil.


Embora os demais dados de quem ganhou alguma coisa não sejam mencionados na pesquisada, Giovannetti disse ao Portal do Bitcoin que 475 (39%) tiveram lucro bruto mensal médio entre R$ 0 e R$ 10 mil.


Ainda segundo o levantamento, somente uma pessoa (0,8%) conseguiu ter lucro médio no mês acima dos R$ 50 mil. Nenhum day trader faturou mais do que R$ 100 mil.


“Concluímos então que o número de pessoas que conseguem apresentar resultados consistentes e economicamente significativos a partir da atividade de day-trade é extremamente reduzido”, escreveram os professores.


Dados anteriores


Os pesquisadores disseram que a nova pesquisa foi feita porque uma das críticas levantadas por leitores é que os outros dois estudos deles sobre o tema focaram apenas em day traders iniciantes.


Chague e Giovannetti publicaram o primeiro estudo sobre day trade em março de 2019. Na pesquisa, eles constataram que, entre 19.696 pessoas que começaram a fazer day trade entre 2013 e 2015, apenas 1.558 persistiram por mais de 300 pregões. Dentro desse recorte de não desistentes, somente 9% deles conseguiram ter lucro positivo.


Em setembro de 2020, os professores atualizaram o primeiro estudo com dados de 98.378 indivíduos que operaram entre 2013 e 2018. Desse total, 97.824 pessoas desistiram de atuar como day traders e apenas 554 persistiram por mais de 300 pregões. Dentro desse recorte de persistentes, somente 1% teve algum lucro.


A nova pesquisa da FGV, assim como as outras duas, mostra um cenário diferente daquele prometido por vendedores de cursos de day trade, que fazem falsas promessas de ganho diário de até R$ 1000 na Bolsa de Valores.


Fonte: portal do bitcoin

2 visualizações0 comentário
DOAÇÕES 
BTC: 3HhYh6wwq4SCTu956pt4xLK5J68vCCCbcu
ETH: 0xc154ff56bd8a079baad7bf02eec88c7ffc14abef
LTC: MH97DWVakHvASRNMXgZ3NYcXZpxrmxgx3k
ATM$: ATM-3CEK-S6KE-4JCE-6HFMY
  • Facebook Round
  • Twitter Round
  • Google+ - Black Circle

© WIKICRYPTOMARKET 2018

CNPJ: 08.568.124/0001-80