• Dr. Crypto

Por que capitalização de mercado do Bitcoin atingiu novo recorde antes do preço



Apesar do Bitcoin ter atingido novo recorde histórico em capitalização de mercado, o marco parece não ter conseguido atrair a atenção da mídia convencional e do público em geral.


Na última etapa da recente alta do Bitcoin (BTC), a criptomoeda ultrapassou seu valor de mercado recorde de US$ 330 bilhões pela primeira vez, com os preços subindo acima de US$ 17.750 no final de 17 de novembro.

De acordo com o CoinGecko, o recorde anterior de capitalização do Bitcoin de US$ 329,3 bilhões foi alcançado em 16 de dezembro de 2017, em meio à alta do recorde histórica que testou US$ 20.000.


No entanto, o novo recorde de capitalização ocorre apesar do próprio preço do BTC não atingir um novo recorde.


Há uma explicação simples para isso - a expansão da oferta de Bitcoin. Embora aproximadamente 16,75 milhões de Bitcoins existissem em 16 de dezembro de 2017, mais de 1,8 milhões de moedas foram extraídas desde então, o que equivale a uma expansão de 10,75% na oferta. Isso significa que o Bitcoin pode ter uma capitalização de mercado maior, apesar do preço BTC ser mais baixo de hoje.


A capitalização combinada de todas as criptomoedas também ultrapassou US$ 500 bilhões de dólares pela primeira vez desde fevereiro de 2018.



De acordo com o Banco Mundial, a capitalização de mercado do Bitcoin excede a das empresas de capital aberto combinadas de países como Bélgica, Irã, Noruega, Suécia e Filipinas, enquanto é mais do que o dobro das da Dinamarca, Qatar, Vietnã, Colômbia e Polônia.


Em comparação com as empresas apresentadas no S&P 500, a capitalização de mercado do Bitcoin fica em cerca de US$ 13 bilhões atrás da Procter and Gamble, 11ª classificada, e acima da Nvidia e do JP Morgan. No entanto, alguns argumentariam que comparar o Bitcoin com empresas não é muito esclarecedor e que ele deveria ser comparado a commodities ou outra classe de ativos.


Apesar do marco recorde, alguns analistas estão notando uma falta de cobertura da mídia convencional sobre os ganhos recentes do Bitcoin.


A atenção da mídia está diminuindo. Preço à lua !!

Gráfico mostrado agora no programa de Joe @TheStalwart. pic.twitter.com/kXHjCtDPZ2


No entanto, de acordo com dados compartilhados pela LunarCRUSH, uma empresa que rastreia o sentimento da mídia social em relação às criptooedas, o volume de notícias relacionadas ao Bitcoin teve um aumento significativo desde o início de novembro.


A empresa tweetou um gráfico sugerindo que o volume da cobertura diária do Bitcoin na mídia aumentou cinco vezes nas últimas duas semanas.


De acordo com o Google Trends, o volume de pesquisa para a palavra-chave “Bitcoin” durante novembro é cerca de 15% de seu pico de 2017, evidenciando ainda uma relativa falta de interesse do varejo no BTC em comparação com a última vez que o mercado subiu a picos parabólicos.


Na verdade, o volume de pesquisa está apenas em seu quarto nível mais alto em 2020, atrás dos picos de interesse que coincidiram com a queda da "Quinta-feira Sangrenta" de março, o halving da recompensa de bloco do Bitcoin em maio e a alta do BTC acima de US$ 10.000 em maio.


Fonte: cointelegraph

1 visualização
DOAÇÕES 
BTC: 3HhYh6wwq4SCTu956pt4xLK5J68vCCCbcu
ETH: 0xc154ff56bd8a079baad7bf02eec88c7ffc14abef
LTC: MH97DWVakHvASRNMXgZ3NYcXZpxrmxgx3k
ATM$: ATM-3CEK-S6KE-4JCE-6HFMY
  • Facebook Round
  • Twitter Round
  • Google+ - Black Circle

© WIKICRYPTOMARKET 2018

CNPJ: 08.568.124/0001-80