• Dr. Crypto

Setor de mineração de bitcoin pode sofrer com escassez de máquinas em 2021



Falta de estoque na Bitmain pode deixar empresas do setor na mão.


O setor de mineração de bitcoin pode sofrer uma grande escassez de máquinas logo no início deste ano. Isso porque a Bitmain, fornecedora de Antminers S19, terá que entregar primeiro as milhares de encomendas feitas no fim do ano passado. A falta de estoque então pode deixar empresas do setor defasadas.


No início de dezembro, por exemplo, a Bitmain já havia fechado vendas de mineradoras com data de entrega prevista para maio deste ano, reportou o Coindesk. Em agosto a fornecedora já amargava a falta de estoque, quando planejou em seguida o aumento em quase 100% o preço do seu produto.


De acordo com o site, no final de novembro uma Antminer S19 da Bitmain custava US$ 1.897 e agora a mesma máquina é vendida por US$ 3.769. As S19 são de longe as melhores na atualidade para a mineração de bitcoin. Para se ter uma ideia, só as americanas Core Scientific e a Riot Blockchain encomendaram mais de 70.000 máquinas da Bitmain em dezembro.


Empresas de mineração se precaveram


Com o intuito de se tornar o maior centro de mineração dos EUA, em 17 de dezembro, a Core Scientific, provedor de hospedagem de blockchain e parceira da Bitmain, anunciou a expansão da operação de mineração de bitcoin. Para isso, a empresa encomendou 58.000 novas máquinas.


O valor pago foi de US$ 23 milhões, fruto de uma parceria com a Foundry, subsidiária da Digital Currency Group, que também comanda a Grayscale. Por contrato, a Bitmain tem que entregar a encomenda até setembro.


Dias depois veio a notícia da Riot Blockchain, empresa de mineração de bitcoin sediada em Colorado (EUA) e listada na Nasdaq. Foi anunciado então a compra antecipada de 15.000 Antminers da Bitmain ao custo de US$ 35 milhões, o que deixa o aumento de preço feito pela Bitmain bem visível. Mesmo pagando mais caro, a Riot planeja uma aquisição um aumento de 65% na ‘produção’ de bitcoin.


Mineração em alta e mercado secundário


Com o preço do bitcoin nas alturas e a escassez de máquinas, muitos mineradores recorrem ao mercado secundário, ou seja, as mineradoras usadas que ainda podem dar algum lucro, mesmo tendo também dobrado e até mesmo triplicado de preço.


As Antminers S9, por exemplo, que há uma ano eram vendidas por cerca de US$ 20, hoje é oferecida por até US$ 130 em alguns sites de venda, disse o Coindesk.


Para o diretor de marketing internacional da Bitmain, Nathaniel Yu, a demanda por máquinas de mineração não vai diminuir tão cedo à medida que mais investidores institucionais se interessem por criptomoedas e tecnologia de blockchain.


Fonte: portal do bitcoin

0 visualização0 comentário
DOAÇÕES 
BTC: 3HhYh6wwq4SCTu956pt4xLK5J68vCCCbcu
ETH: 0xc154ff56bd8a079baad7bf02eec88c7ffc14abef
LTC: MH97DWVakHvASRNMXgZ3NYcXZpxrmxgx3k
ATM$: ATM-3CEK-S6KE-4JCE-6HFMY
  • Facebook Round
  • Twitter Round
  • Google+ - Black Circle

© WIKICRYPTOMARKET 2018

CNPJ: 08.568.124/0001-80