• Dr. Crypto

Square vendeu US$ 4,57 bilhões em bitcoin em 2020 e investiu mais US$ 170 milhões na cripto



Square criou o aplicativo Cash App para fornecer uma via de acesso a clientes que queriam comprar os mais diversos ativos; aquisições de bitcoin no aplicativo foram de US$ 4,7 bilhõs em 2020 (Imagem: Cash App)


Nessa terça-feira (23), Square anunciou ter realizado US$ 1,76 bilhão de vendas em bitcoin durante o quarto trimestre de 2020, totalizando as vendas do ano inteiro em US$ 4,57 bilhões.


Em relação ao dinheiro gasto para adquirir os bitcoins vendidos, Square disse, em seu relatório enviado à Comissão de Valores Mobiliários e de Câmbio dos EUA (SEC), que gerou US$ 97 milhões em lucros brutos durante 2020 por suas vendas de bitcoin.

Square disse que seus lucros brutos referentes ao quarto trimestre foram de US$ 41 milhões.


“Durante o ano completo de 2020, vimos um crescimento significativo em receita de bitcoin ano após ano. Embora a receita de bitcoin tenha sido de US$ 4,17 bilhões em 2020 — um aumento anual de nove vezes — o lucro bruto em bitcoin foi de apenas US$ 97 milhões ou aproximadamente 2% de receita de bitcoin”, disse Square.


“O lucro bruto e por receita de bitcoin obteve vantagem de um aumento nos [usuários] ativos de bitcoin e no crescimento da demanda, bem como um aumento anual significativo no preço de mercado do bitcoin”, afirmou a empresa.


Em seu relatório, Square notou que as classificações de usuários ativos disparou por conta de sua oferta de bitcoin, totalizando em cerca de três milhões de clientes que adquiriram ou venderam bitcoin em 2020:


Em 2020, mais de três milhões de clientes adquiriram ou venderam bitcoin no Cash App e, em janeiro de 2021, mais de um milhão de clientes adquiriu bitcoin pela primeira vez.

Além disso, no quarto trimestre de 2020, os volumes de bitcoin por cliente dispararam mais de 2,5 vezes no ano, principalmente direcionados pela atividade de compra, já que clientes já existentes continuaram a comprar bitcoin e novos investidores compraram volumes ainda maiores de bitcoin.


O bitcoin ajudou a aumentar o lucro bruto por cliente ativo e o engajamento em nosso amplo ecossistema, pois os clientes ativos em bitcoin usam outros produtos, como o Cash Card e depósitos diretos, mais frequentemente comparados ao cliente médio do Cash App.

Square também disse ter expandido suas posses de bitcoin além dos US$ 50 milhões adquiridos em outubro de 2020:

Hoje, Square também anuncia ter adquirido cerca de 3.318 bitcoins a um preço agregado de aquisição de US$ 170 milhões.

Combinados com a aquisição anterior da Square de US$ 50 milhões em bitcoin, isso representa aproximadamente 5% do dinheiro total da Square, equivalentes em dinheiro e valores mobiliários comercializáveis, em 31 de dezembro de 2020.


A oferta de bitcoin da Square percorreu um longo caminho desde seu lançamento no início de 2018, em termos de volume, bem como em visibilidade pública. Além do serviço do Cash App, Square devota recursos para o desenvolvimento em bitcoin.


Jack Dorsey, CEO da empresa, tornou-se um defensor do bitcoin no mundo corporativo e, mais recentemente, anunciou um fundo de desenvolvimento, em parceria com o rapper e produtor Jay-Z, que irá doar 500 BTC (ou US$ 25 milhões).


Durante a conferência de declarações financeiras dessa terça-feira, Dorsey disse: “também iremos duplicar nosso comprometimento com o bitcoin e continuar a analisar novas formas de conectar nossas linhas de produto no Cash App”.


A Square não é a única a apresentar serviços cripto para clientes no mercado de pagamentos tradicional.


Em 2020, PayPal anunciou sua oferta de cripto em parceria com a startup Paxos.


PayPal havia dito que iria investir em uma nova unidade focada em cripto, com um plano de longo prazo de fornecer suporte a moedas digitais emitidas por bancos centrais (CBDCs) caso essas ganhem força no mundo dos pagamentos.


Para o PayPal, os benefícios são particularmente visíveis na forma de engajamento de usuários, de acordo com um de seus diretores.


“Todos os dias, vemos um influxo incrivelmente saudável de usuários de primeira viagem, um engajamento crescente quando realizam suas primeiras aquisições em cripto. Clientes que adquiriram cripto estão entrando no PayPal duas vezes mais do que antes para adquirir cripto, o que é fantástico”, disse Jonathan Auerbach, diretor de estratégias.


As gigantes empresas de pagamentos Visa e Mastercard também deixaram evidente suas crescentes impressões no mercado cripto.

Neste mês, a Mastercard anunciou que fornecerá suporte a pagamentos feitos com stablecoins como parte de uma estratégia maior e tripla com foco em criptomoedas, stablecoins e CBDCs.


Fonte: moneytimes

1 visualização0 comentário
DOAÇÕES 
BTC: 3HhYh6wwq4SCTu956pt4xLK5J68vCCCbcu
ETH: 0xc154ff56bd8a079baad7bf02eec88c7ffc14abef
LTC: MH97DWVakHvASRNMXgZ3NYcXZpxrmxgx3k
ATM$: ATM-3CEK-S6KE-4JCE-6HFMY
  • Facebook Round
  • Twitter Round
  • Google+ - Black Circle

© WIKICRYPTOMARKET 2018

CNPJ: 08.568.124/0001-80